• Correa e Lopes

Governo suspende temporariamente registro no Siscoserv

Decisão de suspender o Siscoserv acontece diante da situação de pandemia do país, mas deve ser retomada em janeiro de 2021, segundo governo.

As secretarias especiais de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (SECINT) e da Receita Federal do Brasil (SERFB) do Ministério da Economia suspenderam de 1º de julho a 31 de dezembro de 2020 o prazo para a realização de registros no Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio (Siscoserv).


A medida foi publicada na Porta Conjunta SECINT/RFB n° 25, de 26 de junho de 2020 e faz parte das ações do governo, diante da pandemia, de prorrogação de prazos de cumprimento de diversas obrigações que recaem sobre o setor privado.


A situação atual do Brasil também resultou a necessidade de redirecionamento dos recursos orçamentários do governo federal para ações de enfrentamento à crise. Por isso, foi feito o desligamento temporário do Siscoserv a partir do dia 11 de julho e se estendendo até o final do ano para viabilizar as priorizações do momento.


Reativação do Siscoserv

O Ministério da Economia informou que os registros que deixarem de ser efetuados no Siscoserv ao longo de 2020, ainda deverão obrigatoriamente ser realizados a partir de 1º de janeiro de 2021.


Diante disso, a pasta explicou que a partir de 2021 os prazos para a realização dos registro serão retomados do exato ponto em que se encontravam antes do período da suspensão temporária.


Fonte: Portal contabeis

4 visualizações

Especialista Tributária

UMA EMPRESA DO GRUPO VIRIATO

© 2017 POR CORREA & LOPES CONSULTORIA TRIBUTÁRIA LTDA