• Correa e Lopes

Medidas de isolamento social são prorrogadas no RJ até o dia 20

O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (6), entre uma série de outras medidas de enfrentamento do coronavírus. Atividades com presença de público seguem suspensas.


O Governo do Estado do Rio de Janeiro prorrogou as medidas de isolamento social em todo o território até o dia 20 deste mês. O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (6), entre uma série de outras medidas de enfrentamento do coronavírus.


O texto do decreto, assinado pelo governador Wilson Witzel (PSC-RJ), informa que estão suspensas quaisquer atividades com a presença de público em todo o território que envolvam a aglomeração de pessoas como: eventos esportivos com público, shows e festas, por exemplo. Atividades coletivas como cinema e teatro também estão suspensas


Na quarta (5), em um outro decreto, o governo já tinha determinado que a suspensão das aulas presenciais seguiria até, pelo menos, a mesma data.


O decreto ressalta que a prorrogação das medidas faz parte da necessidade de atualização das regras de prevenção à Covid-19 no estado.

Estão autorizadas as atividades culturais no modelo drive in, com a distância de um metro entre os veículos estacionados, assim como eventos esportivos de alto rendimento sem público.


Os pontos turísticos podem funcionar com apenas 50% da capacidade, assim como bares, restaurantes e lanchonetes.


As feiras livres podem funcionar com distanciamento mínimo de um metro entre as barracas e todos os feirantes devem oferecer álcool 70%. Ainda assim, o decreto estabelece que a decisão final sobre a operação cabe às prefeituras.


Uso de máscara


O uso de máscara segue obrigatório em todo o Rio de Janeiro em locais públicos e em estabelecimentos privados que tenham autorização para funcionar. O uso da máscara modelo N95 segue prioritário aos profissionais de saúde que trabalham no enfrentamento direto da pandemia.


Templos e igrejas


As igrejas e templos precisam seguir uma série de regras para funcionar. Entre elas estão a higienização das mãos dos fiéis e a manutenção de todas as áreas ventiladas. O responsável pelo local deve orientar os frequentadores que não poderão participar das celebrações caso apresentem sintomas de gripe.


O uso de máscaras e distanciamento de pelo menos um metro também são exigidos.


Clique aqui e Veja o decreto


Fonte: g1.com

3 visualizações

Especialista Tributária

UMA EMPRESA DO GRUPO VIRIATO

© 2017 POR CORREA & LOPES CONSULTORIA TRIBUTÁRIA LTDA